segunda-feira, 27 de abril de 2009

Porque as pessoas desistem de lutar ?



Texto Hebreus 10:35-39; 2Co 12:10b

Antes de falar sobre o tema dessa palavra “porquê as pessoas desistem”, gostaria de dizer algo sobre o porquê você não deve desistir. Os obstáculos são uma parte intrínseca da vida. Enquanto vivos, enfrentaremos lutas; quando uma termina, outra se inicia. Só existe uma maneira de vencê-los, é enfrentando-os. Infelizmente, muitas pessoas não querem enfrentar os desafios da vida. Elas preferem empurrar os contratempos com a barriga, deixando os apuros para mais tarde, como se as dificuldades se resolvessem sozinhas. Na verdade, os problemas têm a tendência de se avolumarem com o passar do tempo; tornam-se piores, caso não os enfrentemos.

“Obstáculos são algumas coisas aterradoras a princípio, mas que se tornam pequenas à medida que as enfrentamos.”

Obstáculos podem ser apenas pedras no caminho, das quais nos desviamos ou usamos como alicerces para a vitória, ou podem ser coisas intransponíveis que nos abatem e derrotam. Compreendê-los e aceitá-los como normais é crucial para vencê-los. Não se abata, enfrente os obstáculos. Você não pode mudar seu passado, mas as páginas do seu futuro estão em branco; escreva-as com a tinta da vitória.
Você não nasceu para desistir, nasceu para ser vencedor!

Vamos entender isso melhor olhando para a criação do homem. A Bíblia diz que o homem foi criado à imagem e semelhança de Deus, e quando olhamos para Deus, enxergamos um Deus que avança rumo aos seus alvos, aos seus objetivos. Deus nunca desiste! Agora se somos semelhantes a ele, não devemos desistir de nossos sonhos, dos nossos objetivos, persiga seus alvos até alcançá-los. Você foi criado para vencer.

Por que as pessoas desistem?

1º Porque confiam e depositam alta expectativa em homens
“Maldito o homem que confia no homem, que faz da carne o seu braço, e cujo o coração se aparta do Senhor. Ele será como um arbusto nos ermos; não verá a prosperidade quando ela vier. Morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável.” Jr 17:5-6

Veja que Jeremias não está dizendo que não podemos depositar confiança no homem, o que ele está ensinando é que não devemos nos estribar ao extremo, ou seja depositar toda nossa confiança em homens. Criar expectativas altas demais no homem pode trazer desapontamentos e tristeza profunda nos levando a desistência. Pois só o Senhor é digno de receber nossa confiança, ele jamais falhará, nunca nos desapontará. Os homens são falhos e se criamos expectativas nestes, certamente estaremos sujeitos à maldição.
Se você como eu se enquadra dentro de alguma dessas características, você deve sofrer muito. Como diz o pastor Marcelo Almeida, você é maldito por iniciativa própria. Não fique apavorado com isso, pois essa é uma tendência natural do ser humano.
Além de desistirmos, queremos a exemplo de Adão, sempre arrumar um culpado para a nossa frustração. Quando Jesus for o nosso anseio, a nossa resposta, cessará toda desistência.

A Bíblia diz que Jesus amou os seus discípulos até o fim (Jo 13:1), porque a sua confiança e esperança estavam no Senhor. No mesmo capítulo 13 de João o texto diz que Jesus sabia que iria para o Pai (v.3), por isso prosseguiu rumo ao seu alvo. Onde está o seu alvo?

2º Porque muitas pessoas não conseguem esperar o tempo de Deus.
No livro de Eclesiastes diz que há um tempo certo para cada coisa (Ec 3:1-8)
Estamos vivendo em um tempo onde tudo tem de ser agora.

As pessoas estão desesperadas, em busca de respostas para os seus problemas, e isso pode ser traduzido como ansiedade. Devemos seguir o conselho de Paulo aos Filipenses:
“Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus.” Fl 4:6-7
A maneira de não se preocupar com nada é orar sobre tudo. E não somente orar, mas orar em gratidão. Veja que Paulo enfatiza as ações de graças como meio de se alcançar a resposta de Deus. Alguém disse: A culpa preocupa-se com o passado. A preocupação pensa no futuro. O contentamento e a gratidão deleita-se no presente.
“Regozijai-vos sempre no Senhor, outra vez digo regozijai-vos.” Fl 4:4
E a resposta aqui não nos fala de termos nossos problemas resolvidos, mas de recebermos graça e paz para continuarmos caminhando. O próprio apóstolo Paulo em meio a uma situação de aflição orou 3 vezes para que o Senhor o livra se de um espinho na carne, e a resposta de Deus foi: “A minha graça te basta pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza.” 2Co 12:9
Se você está ansioso, achando que Deus está demorando; descanse no Senhor pois “Ele não retarda a sua promessa, Ainda que alguns a tem por tardia.” 2Pe 3:9
Breve diremos como o Salmista Davi:
“Esperei com paciência pelo Senhor; Ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor.” Sl 40:1
Vamos aprender de Jesus que “basta cada dia o seu próprio mal.” Já temos problemas demais para resolver neste dia de hoje. O Amanhã pertence a Deus, ninguém pode mudar isso. Hoje Deus está provendo o nosso escape, e amanhã não será diferente, vivamos um dia de cada vez. O fio de se viver “um dia de cada vez” é todo ele tecido na fábrica das Escrituras. Deus providenciou o maná para os Israelitas diariamente (Êx 16:4). As misericórdias do nosso Pai celestial são novas cada manhã (Lm 3:22,23). O Senhor Jesus ensinou os Seus seguidores a pedirem o pão diário (Mt 6:11) e a recusarem preocupar-se com o amanhã (v.34). É uma lição que parece que aprendemos com dificuldade, mas que detém a chave para a vida e paz. Quando enfrentamos uma situação que parece esmagar-nos, podemos ser impelidos para o desespero, interrogando-nos sobre como sairemos daquilo. Mas as palavras de consolo e encorajamento de Deus lembram-nos que Ele, de dia em dia nos carrega de benefícios. “Bendito seja o Senhor que dia a dia leva a nossa carga...”(Sl 68:19). Pão diário. Luz diária. Força diária. Quando o amanhã parecer demasiado longo para suportar, Deus lembra-nos para confiarmos n’Ele, um dia de cada vez.
A fé termina onde começa a preocupação e a preocupação termina onde começa a fé.

3º Porque é mais fácil desistir do que pagar o preço da conquista
Precisamos entender que há uma etiqueta de preço em tudo que queremos conquistar. O preço normalmente envolve dinheiro, tempo, energia, prazer, sono, relacionamentos. O preço outras vezes é a pressão, a crítica, o isolamento, a dor ou o sacrifício financeiro. A maioria das pessoas procura portas largas e caminhos largos, por que não desejam pagar o preço ou imaginam tolamente que existe algo sem um preço (Mt 7:13-14). Com Jesus não temos como barganhar o preço da vitória.
Você tem o mesmo tempo que qualquer um, então pague o preço de fazer o máximo com ele. O que você pode alcançar depende do preço que você está disposto a pagar. Até onde você está disposto a ir para conseguir seus objetivos?
Veja que quando o povo hebreu recém saído Egito, diante do desafio de atravessar o mar vermelho, desanimou e pensou em voltar atrás, a direção de Deus para o povo cansado e desanimado foi a seguinte: “Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem.” Ex 14:15
Todas as vezes que o diabo disse à alguém: "É o fim", ali, na verdade era o começo dos melhores dias, das maiores vitórias. "O sofrimento não é o fim, mas o começo para todos aqueles que crêem".

Talvez você entrou aqui nessa noite pensando em desistir por causa das suas lutas. Deixe-me dizer algo sobre isso; saiba que o período mais escuro e sombrio da noite, é o que antecede o alvorecer, o amanhecer, talvez você esteja envolto na mais densa escuridão, talvez sua vida esteja coberta de trevas, todavia lembre-se que o Sol da justiça está brilhando, e “a vereda dos justos é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.” Pv 4:18
As últimas palavras de Jesus não foram no Getsêmani quando ele disse: “Meu Pai, se é possível, passa de mim este cálice” ou na cruz quando a humanidade de Jesus disse: “Eli, Eli, lamá sabactani; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” As últimas palavras de Jesus como homem foram: “está consumado.” Glória Deus!!! Ele não desistiu de nós, Ele foi obediente ao Pai até a sua morte e morte de cruz.

Não desista!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário